Tecendo a Trama

Espaço pra contar histórias e dividir impressões sobre o lido, assistido, inventado, experienciado, cantado ou ouvido. Tecendo a trama do cotidiano.

Crônica – Lobos Soltos

Por Ana Lucia Gondim Bastos

Um dia uma menininha muito pequena, que ainda trocava erres por eles,  me contou que não gostava de uma música que a irmã mais velha cantava pois quando chegava numa parte que dizia “abra suas asas, solte suas feras”, ela imaginava uma jaula abrindo no meio de seu peito de onde saiam muitos lobos e isso a assustava. Imagino que não era para menos! Anos depois, um menininho, mais ou menos na mesma fase da vida, me contava de um desenho animado que tratava de uma história de duas irmãs que precisaram ser separadas porque uma delas não conseguia controlar o poder que tinha, ameaçando machucar a outra.

– Era um poder de tudo gelar, perigosíssimo – ele me alertava.

É, pensando bem, já acompanhei muitas histórias de pessoas buscando o controle de poderes secretos, ou melhor, assustadas com a sensação da impossibilidade de tal controle! No fundo, no entanto, elas sabiam que não seria possível armazenar a força desses poderes, a vida inteira, dentro de si , sem canais para  drenagem na realidade compartilhada, e me pediam ajuda para dar conta disso.  Tive que acompanha-los no caminho que os levou a que percebessem que tais poderes não precisariam/deveriam ou poderiam caminhar de forma marginal, na verdade, faziam parte da vida e, integrá-los ao resto das outras motivações que os colocavam pra frente e os faziam sonhar, seria condição para construção de finais felizes, para qualquer história contada na vida real.

Bem, depois de ter me atirado na jaula dos lobos daquela criança linda de olhos expressivos, que me falava de lobos com os olhos sempre marejados d’àgua e depois no mundo gelado de quem não controlava o poder de tudo congelar, tive a oportunidade de reviver tudo isso, agora, no universo adolescente dos lobisomens. Daqueles que estão vivendo, na pele, a transformação, por vezes, incontrolável! A desconfortável sensação de quem nunca encontra a mesma imagem quando se procura no espelho, daqueles que ainda desconhecem sua força ou, ainda, desconhecem do que são capazes (ou incapazes, o que é muito pior!).

Uma vez por semana, venho assistido a episódios da série teenwolf e, aos poucos, vou entendendo, mais e mais, acerca de tal desconforto e dos muitos receios que acarretam as transformações e suas consequências, nem sempre previsíveis. Já precisei, devo confessar, me haver com tudo isso mais de uma vez por semana, em função das transformações que nem sempre obedecem a uma periodicidade. Contudo, hoje, descobri algo que deu novo rumo para o caminho desse adolescente, o tornando muito menos angustiante. Ele me explicou (e me mostrou o episódio que tudo esclarecia) que alguns lobisomens se descobrem “true alphas”, pessoas que lidam com seu lado lobo fazendo escolhas que não machucam ninguém, ainda que sem o total controle dos impulsos. Que coisa boa poder confiar nessa possibilidade! Foi assim que presenciei mais uma história na qual o lobo mal é vencido, mas, não por ter sido morto, e sim por ter ganho espaço na história. Lindas histórias de valentes protagonistas que topam o cara a cara com seus lobos… como aprendo com eles!

teen-wolf-california-tax-incentives

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 25 de maio de 2015 por .
%d blogueiros gostam disto: